• LOGIN
    • Nenhum produto no carrinho.

Crise e oportunidade nos serviços jurídicos

Muitas são as abordagens sobre crise ocorrida no ano de 2015, sendo este um cenário pessimista para uns e de oportunidades para outros. Tal situação deverá estender-se ao longo de 2016, pois a economia está em franca desaceleração. Sem um grande volume financeiro circulando no mercado, não há que se falar em aumento de consumo, sendo este um efeito em cascata. Quando poucos compram, a produção diminui, o desemprego e a inadimplência aumentam, o crédito fica mais difícil e os juros aumentam, ou seja, tudo fica mais complicado.

 

Tais fatos vêm sendo noticiados com certa habitualidade, de modo que a palavra “crise” passou a ser ouvida com mais frequência no presente ano. Afinal, toda e qualquer exposição está pautada pela crise, quer seja a justificativa por um mau desempenho (em quaisquer das áreas de atuação e não apenas no meio jurídico), ou mesmo a comemoração por resultados expressivos, quando se chega a afirmar que os resultados foram satisfatórios, “apesar da crise”.

 

Mesmo diante do momento delicado que o país atravessa, onde boa parte das pessoas estão aguardando uma reação da economia para voltar a operar (investir, comprar, negociar etc.), é importante destacar que há muitas oportunidades ao redor e que é preciso atenção para saber aproveitar as circunstâncias atuais, a fim de se destacar no seu seguimento.

 

As oportunidades estão presentes em toda e qualquer área de atuação, de modo que os serviços jurídicos, prestados por advogados (profissionais liberais em sua essência), se destacam como um segmento que pode se sair muito bem, independente do cenário de crise. Afinal, o que se deve fazer para alcançar o tão esperado sucesso profissional no ano que se aproxima?

 

Antes de tudo, o profissional do Direito precisa ter conhecimento abrangente da área que pretende atuar, com a finalidade de garantir uma resposta técnica e eficaz ao cliente, quando procurado. Veja que o cliente, ao buscar um profissional na área jurídica, possui diversas opções no mercado, sendo este um dos motivos pelo qual o advogado se deve destacar pelo conhecimento jurídico apresentado, devendo passar confiança e domínio do assunto.

 

Todavia, o conhecimento jurídico, apesar de ser muito importante, não é o único fator que coloca o profissional do Direito numa posição de destaque no meio jurídico, sendo de fundamental importância que o cliente tenha conhecimento da experiência adquirida pelo mesmo, quer seja na atuação em outros casos (resguardada a confidencialidade sobre as partes envolvidas, mais precisamente o sigilo que deve pautar a relação com o cliente), ou mesmo a partir de trabalhos publicados e que estejam relacionados ao assunto de seu interesse.

 

Os fatores acima destacados (conhecimento jurídico e experiência profissional ou acadêmica) são importantes, mas certamente, isoladamente, não o habilita a se destacar dentre tantos advogados que existem no mercado.

 

É bem verdade que o imediatismo toma conta do mundo atual, onde as pessoas não têm disponibilidade em aguardar uma análise apurada, para só então optar pelo melhor profissional. Tal postura se dá, em especial, com a modernização da internet e do acesso imediato à informação, de modo que todo e qualquer tema novo, ao chegar ao conhecimento do cliente, facilmente pode ser confirmado por meio da internet, sendo este mais um ponto que aumenta a exigência sobre os profissionais de advocacia.

 

Não basta se preparar intelectualmente para se alcançar o sucesso esperado no mercado jurídico. Veja que o preparo intelectual é requisito indispensável, sendo este um requisito obtido ainda nos bancos da faculdade, pois a grande maioria cumpre fielmente o seu papel de direcionar intelectualmente os estudantes de Direito.

 

Apesar do preparo intelectual, do que adianta saber tudo sobre determinado assunto sem que as pessoas tenham conhecimento que você atua naquela área? Como fazer para se destacar em determinado segmento jurídico? Onde quero chegar profissionalmente? Qual área há mais interesse em atuar? Como se deve agir para me especializar naquele ramo do direito?

 

Tais questionamentos só podem ser respondidos quando se adota uma estratégia para atuação no mercado, ou seja, primeiramente, se deve ter foco sobre qual área do direito devo explorar. Após esta etapa, passa-se à estratégia de “como posso agir na direção do meu objetivo”, questionando: o que devo fazer para que as pessoas tenham conhecimento da minha atuação naquele segmento?

 

É importante deixar claro que as pessoas só vão ter conhecimento de sua atuação se você adotar a estratégia adequada para se destacar no mercado. Dentre as opções, cito a publicação de artigos, sendo este um excelente mecanismo para disseminação do conhecimento e abordagem de assuntos de interesse do público em geral.

 

Portanto, perceba que a estratégia é o principal item a ser explorar pelo profissional, a fim de que se possa destacar no seu ramo de atuação. Não basta ser bom, é importante que o cliente, ou mesmo os futuros interessados, tenham conhecimento da sua capacidade intelectual e profissional. A propaganda boca a boca existe, mas sem um marco inicial, um primeiro cliente, ela não poderá se desenvolver.

 

Diante da adoção de uma estratégia adequada, no momento enfrentado pelo mercado, onde muitos precisam de serviços jurídicos para resguardar os seus interesses, quer seja para rescindir contratos, para cobrar dívidas, ou mesmo para pleitear um direito que, em outro cenário econômico, não existiria. É evidente que os escritórios de advocacia verdadeiramente preparados estarão prontos para crescer no momento de oportunidade, de modo que, volto a insistir, não estamos a enfrentar um momento de crise e sim uma fase de grandes oportunidades, onde a criatividade e a habilidade para se adaptar as novas circunstâncias farão toda a diferença e serão responsáveis pelo sucesso do seu negócio, quer seja um advogado com atuação individual, ou mesmo um escritório de advocacia.

 

Francisco Érico Carvalho Silveira – Formado em Direito pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Pós graduado em Direito Processual Civil pela FESAC/CE. Pós-graduando em Direito Tributário pela Universidade Estácio/FIC. Pós graduando em Direito Corporativo pelo IBMEC. É um dos fundadores do escritório Valmir Pontes, Alcimor Rocha – Sociedade de Advogados. Atua especificamente no setor contencioso/consultivo cível, tributário e empresarial (societário).

 

 

 

 

 

 

 

Gostou do artigo? Não esqueça de comentar e compartilhar. Aproveite para conhecer mais os cursos, coachings e consultorias do Instituto Diálogo. Faça parte desta nova geração de profissionais do direito de sucesso. Acesse: www.institutodialogo.com.br

 

Comentários

Comentários

Instituto Diálogo

O ID é uma instituição referência no Brasil e na América Latina para o desenvolvimento de competências e habilidades dos profissionais do direito.

Contato

+55 (21) 3596-2262

[email protected]

Atendimento: Seg - Sex (09h às 18h).



Endereço

BRASIL

Rua Álvaro Alvim, nº 48/408.

Centro - Rio de Janeiro - RJ

CEP: 20.031-010

EUA (Escola Internacional de Mediação)

37N Orange Ave, Suite 500.

Orlando - FL

ZIP: 32801

INSTITUTO DIALOGO BRANCATodos os Direitos Reservados © Instituto Dialogo.
top
Site produzido por T1site
X